SOCIMIG
 
 
SOCIEDADE DE CAPELANIA CRISTÃ INTERDENOMINACIONAL DE MINAS GERAIS

Entidade Civil Cristã registrada no Cartório do Registro Civil de Pessoas Jurídicas da Comarca de Belo Horizonte

Tels: (31) 8808-1667 e 9947-5317

Diretor-Presidente Capelão II Mauricio Lacerda de C. Ribeiro
Diretor-Vice-Presidente Capelão II...................
Diretor-Secretário Capelão II ..................
Diretor-Tesoureiro Capelão II ..................

Pastor da SOCIMIG Capelão II e Pr. .................

Coordenadores Voluntários de Capelãnia Hospitalar:

1 -

2 -

3 -

4 -

"Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me hospedastes; estava nu, e me vestistes; enfermo, e me visitastes; preso, e fostes ver-me." (Mt. 25:35-36)

QUEM SOMOS

"Cremos que somente através do poder de Deus as pessoas podem ter suas vidas transformadas.
Somos uma equipe de capelães pertencentes à várias denominações cristãs, que trabalhamos voluntariamente em hospitais, em ações sociais e prisionais, levando a Palavra de Deus, que gera conforto, esperança e salvação, àquelas pessoas que passam por momentos difícieis".
(De Marcelo Ramos)

CAPELANIA - HISTÓRICO:

É a ação evangelizadora de todo o povo de Deus comprometido em promover, preservar, defender, cuidar e celebrar a vida, tornando presente no mundo de hoje a ação libertadora de Cristo na área da saúde, nos asilos, nas creches, nos presídios, etc., nas seguintes dimensões:
1- Solidária: vivência e presença samaritana junto aos carentes, doentes e sofredores no hospital, domicílio e comunidade. Visa atender a pessoa na globalidade.
2- Comunitária: visa a promoção e educação para a saúde e bem-estar.
Relaciona-se com saúde pública e saneamento básico, atuando na prevenção das doenças. Procura valorizar o conhecimento, sabedoria e religiosidade popular em relação à saúde.
3- Político-institucional: atua junto aos órgãos e instituições, públicas e privadas que prestam serviço e formam profissionais na área de saúde. Zela para que haja formação ética e uma política de saúde sadia.
4 - Visitação a presídios promovendo o apoio aos detentos e quando necessários aos seus familiares;

OBJETIVO GERAL

Evangelizar com renovado ardor missionário os carentes, os enfermos, os presidiários, etc., participando da construção de uma sociedade justa e solidária a serviço da vida.
Prestar assistência Espiritual e humanitária aos necessitados, em especial aos enfermos, inclusive no amparo social aos familiares carentes, quando possível for, bem como aos profissionais da saúde.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

Assistência espiritual através da Palavra de Deus;
Levar a mensagem de Cristo;
Promover amparo social e se possível material aos pacientes carentes e aos seus familiares;
Promover atividades complementares aos pacientes e seus familiares após a alta médica ou óbito e acompanhar o velório havendo pedido por parte dos familiares;
Proferir palestras para capacitação de visitadores voluntários.

METODOLOGIA:

Visitação leito a leito e domiciliar por convite do enfermo ou familiares; visitação em presídios, asilos, creches, etc.,
Atendimento individual para ouvir e apoiar o pacimente;
Realização de cultos;


1 - DEFINIÇÕES:

Capelania significa “Capela”, “Cabo”, Capellanus, que é palavra derivada do Latim e refere-se aos ministros religiosos que servem nas forças armadas visando à orientação espiritual dos homens. Na atualidade esses ministros também prestam assistência espiritual em hospitais, asilos, creches, presídios, etc.
Capelão ou Capelã Visitador (a) Voluntário (a) é o (a) que, a exemplo de Jesus Cristo expressa o amor misericordioso, a solidariedade e a gratuidade com os mais necessitados. Anuncia o Deus criador do céu, da terra, dos mares, da vida e o Cristo que salva e se compromete na construção de um mundo melhor, justo, solidário e fraterno; é evangelista, que executa seu trabalho com ardor de missionário.
O Capelão (Capelã) tem uma missão muito especial e qualificada para atender aos doentes, seus familiares e aos funcionários dos hospitais, incluindo ai o corpo médico.
É um facilitador, ou seja, é aquele que facilita o relacionamento dos doentes com seu próprio mundo, com Deus, com seus familiares, com os profissionais da saúde e com sua convicção religiosa.

2 - O CAPELÃO VOLUNTÁRIO:

É uma sensação muito boa, mas muito boa mesmo, quando alguém diz que você, ou amigo é uma boa pessoa, que é fiel ou que é um bom profissional, mas é muito melhor, ótimo mesmo, quando além de tudo isso, pode-se acrescentar que você, capelão visitador, é um voluntário, um visitador voluntário, que vai ao encontro dos enfermos e que participa de uma entidade social beneficente, prestadora de auxílio aos necessitados e incentivando a ampliação do ministério de capelania para a Glória do Senhor Jesus Cristo.
Voluntário é a pessoa que com grande dose de caridade e humanidade,dentro de suas possibilidades, com ética – (suas boas atitudes) e aptidões, oferece um serviço de assistência espiritual com entusiasmo, desinteressado, estruturado, constante e eficaz em diferentes instituições ou campos sociais carentes (que são inúmeros e necessitando de ajuda voluntária).
Ser voluntário é ser o “bom samaritano”, é uma forma de vida. É ter o amor de Deus no coração. (1 Jo 4.16; Jo 11.11-36; Mt 25.36))

VISÃO:

A Capelania cristã,interdenominacional, beneficente e cultural da ACCIBRA tem como uma de suas finalidades preparar voluntários para servirem ao Senhor Jesus Cristo como capelães - levando a Palavra de Cristo Jesus em hospitais, presídios, creches, áreas sociais nas diversas modalidades, prestando contínuo aprimoramento em questões de teologia, social e saúde através de cursos de formação e especialização de capelães cristãos interdenominacionais, com aulas presenciais, não presenciais e práticas realizadas em hospitais facilitadores.

 
 
O VOLUNTÁRIO
O CAPELÃO VOLUNTÁRIO:

É u
  Ler mais

EVANGELISMO
A DEFINIÇÃO DE EVANGELISMO

  Ler mais

ÉTICA NA EVANGELIZAÇÃO
Ética na evangelização

“V
  Ler mais

ATRIBUIÇÕES DOS CAPELÃES
Atribuições de Capelães Visitadores
  Ler mais